Portal dos Estudantes da Escola de Jornalismo em construcao... pode mandar sugestoes para jornalabc@sapo.mz

 

Por Ernesto Chauque*
 
 
Frelimo repudia veementemente os actos de violência política protagonizados pela comitiva do líder da Renamo, no distrito de Milange, Posto Administrativo de Majaua
 A Frelimo veio ontem repudiar e condenar veementemente os actos de violência política protagonizados pela comitiva do líder da Renamo, na Província da Zambézia, distrito de Milange, Posto Administrativo de Majaua, segundo uma nota de imprensa veiculada ontem dia 01 de Setembro por esta formação politica.
Num documento assinado pelo senhor Edson Macuácua, Secretário do Comité Central Para Mobilização e Propaganda e Porta-Voz da FRELIMO, aponta-se que tudo aconteceu quando o líder da Renamo não conseguiu realizar um comício em virtude de a Renamo não ter conseguido mobilizar pessoas para o efeito.
 Fracassado o comício a comitiva do líder da Renamo dirigiu-se a Sede do comité de Zona do Partido espancaram os membros do Partido que estavam ali presentes, vandalizaram a Sede do Partido, a qual ficou parcialmente destruída, feriram muitos membros da Frelimo, 2 dos quais se encontram hospitalizados no Hospital Rural de Milange.
 O mais agravante segundo a nota de Macuacua, é o facto de o próprio líder da Renamo ter incitado, promovido e praticado a violência, pois o segundo dados em poder da Frelimo o próprio líder da Renamo disparou um tiro pelo seu próprio punho, o que é inaceitável, inadmissível e intolerável.
 O líder da Renamo disparou quando de regresso de Majaua, quando chegou a Sede do Distrito de Milange, mandou a sua comitiva em frente da Sede do Comité Distrital da Frelimo em Milange, onde ele próprio disparou um tiro e os membros da Comitiva vandalizaram a sede do Partido.
 A atitude do líder da Renamo é de tamanha irresponsabilidade que os desqualifica politicamente como candidato às próximas eleições por não reunir os valores dignos de postura de um candidato presidencial. É um mau exemplo para os seus militantes.

 Apelamos a todos os actos políticos para que se abstenham de praticar a violência, de modo a que o momento eleitoral seja um momento de festa e do reforço da cultura de paz, da estabilidade e da convivência democrática harmoniosa.

publicado por abc às 17:16 | link do post

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
comentários recentes
Olá ABC online...Gosto muito dos vossos posts . Já...
Oi Treza , obrigado pelo comentário que deixou no ...
Então parabéns!Vejo que ainda andam em experimenta...
arquivos
Posts mais comentados
subscrever feeds
SAPO Blogs